• Zelma

Viajar durante a pandemia: o novo normal


Desde meados de março estamos em quarentena. Viajar internacionalmente é praticamente impossível, voos estão sendo cancelados constantemente e muitos países só aceitam os residentes.


O mercado de eventos, turismo e hotelaria sofreu muito com todo o cenário pandêmico e agora, com aparente estabilização do quadro, tomando todos os cuidados com a higienização, com a capacidade de alojamento reduzida e com responsabilidade com seus clientes e funcionários, hotéis e resorts estão conquistando a confiança e começam a receber hóspedes.


Muitas pessoas estão buscando nos resorts e hotéis maneiras para desestressar da rotina de quarentena e retomar um fôlego para aguentar uma possível segunda onda da pandemia.


Com todo o cuidado, atentos às medidas de proteção do distanciamento social, máscaras e não colocando ninguém em risco, fizemos uma breve viagem e compartilhamos com vocês este relato sobre a retomada das atividades dos hotéis.



Fuga da quarentena


Leia também: Sonhos de uma noite de quarentena


Desta vez fui eu quem “acordou” a mala. - Vamos! - Aonde nesse frio e com essa chuva? Chovia e fazia frio, mas resolvemos, por isso mesmo, fugir da quarentena. Viagem curta, duas horas e meia, três, no máximo. De carro, sem parar.

Chegamos em Ribeirão Claro,  no Tayayá Resort no final da tarde, pois o Check-in era às dezoito horas.


O Tayayá Resort fica em Ribeirão Claro,  às margens do Rio Paranapanema no Lago Chavantes


Fomos recebidos na recepção por uma moça, com máscara, atrás  de uma proteção de acrílico. No chão, marcadas as posições  para a manutenção de  distâncias seguras.

A nossa segurança era total, pois não tinha mais ninguém se “checkando”

Feito o check-in, seguimos para nosso chalé. Muito bom. Uma sala ampla com duas camas, fogão, armários, TV grande. Um banheiro e um quarto com cama de casal, armário e TV.

Varanda com cadeiras e rede e com vista para a represa. Além dos chalés,  tem quartos para até seis pessoas e uma Village com casas completas.

Quase ninguém hospedado, não devia ter mais de 50 hóspedes.

No jantar, comida muito boa, com recepcionista oferecendo e colocando em você, luvas e

álcool em gel. Todos de máscara ao levantar-se para servir. Esse costume deveria ser incorporado para sempre nos restaurante self-service.


No dia seguinte, fizemos e reconhecimento do lugar. Muito bonito. Bom gosto.

Várias piscinas frias e aquecidas,  sauna, academia, passeios de lancha, atividades  com animadores, trilhas, cachoeira, quadra de tênis, marina, restaurantes, bares...  nada disso aproveitamos, ou porque estavam suspensas as atividades ou pela chuva, mas esse  era nosso propósito.

Ficamos no chalé todo o tempo. Jogamos cartas, lemos, conversamos, assistimos TV. Li um livro muito bom: A Uruguaia de Pedro Mairal, um escritor argentino,  contemporâneo.


No terceiro dia voltamos para casa. Reanimados com a quebra da rotina do isolamento de mais de cinco meses.


No caminho  muitas, mas muitas,  árvores  caídas .  Algumas  tinham caído interrompendo a passagem mas já estavam serradas e a estrada desobstruída.

Estamos recuperados para mais um período de isolamento. Voltaremos, quando for possível, para aproveitarmos integralmente o que o Resort oferece.



-

Tayayá Resort

Endereço: Rodovia LZ 412, Km 4, Ribeirão Claro - PR Telefone: (43) 3378-9400 / (14) 9 9807-1097


#Viagens #Paraná #Resort

257 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

@terraemtransito

  • Instagram